PRÓXIMO CONCERTO DAS NOITES DE QUELUZ É DEDICADO À FIGURA DE DOMENICO SCARLATTI

Il Sogno Barocco - Foto Herne 2015 - 01

O 5.º concerto das “Noites de Queluz – Tempestade e Galanterie” tem por figura central o italiano Domenico Scarlatti (1685-1757), que passou em Lisboa dez anos da sua vida. Música sua, mas também da Roma que ele deixou por Lisboa, preenche o programa que Il Sogno Barocco, dirigido por Paolo Perrone, traz no dia 22 à Sala da Música do Palácio Nacional de Queluz.

Sala_da_Musica_PNQueluz_credits_PSML_WilsonPereira

Quando o italiano Domenico Scarlatti (1685-1757) chegou a Lisboa, em 1719, já era um compositor conceituado, ocupando desde 1715 o cargo de mestre da Capella Giulia, da Basílica de São Pedro. O rei D. João V (1689-1750), o Magnânimo, contratou-o para exercer as funções de mestre de capela e de professor de cravo da família real, nomeadamente dos infantes e em particular da princesa Maria Bárbara de Bragança, que se viria a revelar a mais dotada.

No dia 22 de outubro, por sinal a data de aniversário de D. João V, o agrupamento italiano Il Sogno Barroco, liderado pelo virtuose do violino Paolo Perrone, apresentará um programa que, sob o título “Domenico Scarlatti e a Roma que ele trocou por Lisboa”, aborda várias composições de Scarlatti, com particular destaque para as únicas obras suas não destinadas a instrumento de tecla solo, as quais foram recentemente gravadas por Perrone. Mas também se escutarão obras de Georg Friedrich Händel, Arcangelo Corelli e Carlo Ambrogio Lonati, três compositores marcantes da Roma de inícios do século XVIII.

O alemão Händel esteve por três períodos em Roma, no início da sua carreira, e logo fez furor na cidade papal. Já Corelli era um dos mais prestigiados compositores europeus do tempo, nomeadamente no que ao violino diz respeito. Quanto a Lonati, figura de excêntrico e aventureiro, era um genial virtuose do violino, instrumento ao qual dedicou obras de grande originalidade.

As “Noites de Queluz – Tempestade e Galanterie” regressam ao Palácio Nacional de Queluz, com sete concertos distribuídos entre 27 de setembro e 29 de outubro. Estes espetáculos, que acontecem na Sala do Trono e na Sala da Música, propõem repertórios criteriosamente ajustados ao contexto histórico do Palácio, numa viagem pelas sonoridades do período Setecentista e do 1.º Romantismo.

Il Sogno Barocco - Foto Herne 2015 - 02

“Noites de Queluz – Tempestade e Galanterie” é uma iniciativa conjunta da Parques de Sintra e do Centro de Estudos Musicais Setecentistas em Portugal / Divino Sospiro, com direção artística do maestro Massimo Mazzeo. Este ciclo de concertos assinala o início da 4.ª Temporada de Música da Parques de Sintra.

P.S

Preço de bilhete por concerto: 10 euros

Locais de venda: Bilheteiras da Parques de Sintra,  FNAC, Worten, El Corte Inglés, MEO Arena, Media Markt, lojas ACP, rede PAGAQUI e Postos de Turismo de Sintra e Cascais.

Online em www.parquesdesintra.pt e em www.blueticket.pt

M/6

 Após o início do espetáculo, apenas no intervalo será permitida a entrada na sala. Poderá haver concertos sem intervalo.

Falta de comparência ou atraso não dão direito a reembolso do valor do bilhete.