No mais romântico e lendário terminal de comboios do mundo…

 

1012439_10201448970306504_4359739818084822235_n

O nome Terminal de Sirkeci não significa nada para a maioria dos comuns mortais. No entanto, basta evocar Expresso do Oriente que logo nos vem à memória glamour, romantismo, mistério e… crime.

10610577_10201473404557345_6826114382560232068_n

Era aqui, nesta estação da turca State Railways, na parte europeia de Istambul, que chegava o mais famoso comboio do mundo.

Apesar dos seus dias de glória passados e de ser, hoje, apenas um terminal de uma estação de caminhos de ferro, ninguém lhe tira a áurea glamourosa do tempo em que por aqui circulavam reis, príncipes, diplomatas, espiões, políticos, artistas, burgueses milionários e a nata da aristocracia europeia nas lendárias viagens a bordo do comboio Orient Express, que ligou Paris a Istambul por mais de um século – a primeira viagem deste mítico comboio realizou-se a 4 de outubro de 1883: partiu da Gare de l’Est, em Paris, ao som da Marcha Turca, de Mozart, numa viagem que demorou 80 horas e percorreu 3.094 quilómetros.

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

 

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

A actual estação está preservada no seu estado original, em estilo Art Déco, mas as áreas em redor do edifício do terminal mudaram muito desde então. Os comboios internacionais e nacionais dirigem-se para oeste a partir desta estação, com o vai e vem rotineiro de uma qualquer gare de caminhos de ferro. No entanto paira no ar uma atmosfera de romance, intriga e espionagem que não teima em partir. Há lugares assim!

*Notas de uma viagem a Istambul, Maio 2014

Agradeço o apoio de Turismo da TurquiaGrantur e Turkish Airlines

Para mas informações de viagens para a Turquia contacte a Grantur

 

Posted in Istambul, Lugares imperdíveis em Istambul, Turquia | Tagged , , | 8 Comments

Quando a geografia vira poesia…

 

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

 

 

 

Bósforo… ao ser pronunciada esta palavra mágica e sedutora logo me vem à memória um dos meus filmes preferidos, “O Paciente Inglês”, e a cena de um dos furtivos e apaixonados encontros entre os dois amantes, Almásy (Ralph Fiennes) e Katherine (Kristin Scott Thomas).

Não sei se pelo ambiente, pelo cenário, pelos actores, pelo diálogo tão simples e tão real entre apaixonados, mas tão forte; só sei que é uma das cenas marcantes desta obra da 7.ª arte e uma das palavras que ao longo do filme flutuará subtilmente no ar.

DSC00871

Hoje passeio pelo Bósforo, o verdadeiro, o estreito que liga o Mar Negro ao Mar de Mármara e uma cidade a dois Continentes. Mas não consigo deixar de pensar no “Paciente Inglês”.

“I claim this shoulder blade… no, wait, I want… turn overI want this, this, this place. I love this place, what’s it called? This is mine! I’m going to ask the King permission to call it the Almásy’s Bosphorus” –  reclama Almásy sobre uma parte do corpo de Katherine, a pequena cova abaixo do pescoço que leva o nome científico de Ponto supraesternal.

DSC00872DSC00874DSC00875 (1) - Version 2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para muitos, estas minhas palavras não terão o menor nexo mas, no entanto e para alguns que como eu são apaixonados por este filme, sei que me compreenderão.

Flutuo sobre as águas do Bósforo e penso como é bonito quando a geografia vira poesia!

P.S

*Notas de uma viagem a Istambul, Maio de 2014

Agradeço o apoio de Turismo da TurquiaGrantur e Turkish Airlines

Para mas informações de viagens para a Turquia contacte a Grantur

 

Posted in Istambul | Tagged , , , , | 1 Comment

Lugares imperdíveis em Istambul…Cisterna da Basílica 

Um dos mais intrigantes lugares de Istambul está escondido de olhares curiosos, abaixo das ruas do centro da cidade: a Cisterna da Basílica, também chamada de Palácio Sunken. Este antigo reservatório de água ficou escondido durante centenas de anos. Felizmente foi encontrado e, hoje, é um dos lugares mais bonitos para ver no histórico bairro de Sultanahmet. Até James Bond andou por aqui no filme “From Russia with Love”.

Mandada construir pelo imperador Justiniano, no século VI, é uma belíssima obra de engenharia e foi a principal fonte de abastecimento de água da cidade durante as épocas bizantina e otomana (podia armazenar 100.000 toneladas de água). Vale a pena conhecer este grandioso monumento subterrâneo, uma autêntica catedral submersa, com enormes colunas (336 ao todo) que emergem de um manto de águas plácidas.

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

Ninguém sabe a razão porque duas enormes cabeças de Medusa, supostamente tiradas de edifícios romanos e usadas como base para um par de colunas, ali estão – ou sequer porque foram colocadas de forma “errada”: uma das cabeças deitada de lado, e a outra para baixo.

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

Na mitologia clássica, Medusa era uma figura temida, ostentando serpentes no cabelo e transformando os homens em pedra apenas de olhar para eles. Talvez por isso os construtores as tenham configurado em ângulos estranhos, para que não pudessem olhar as pessoas nos olhos… Talvez! Mas as razões perderam-se no tempo.

Hoje em dia, não são temidas e muito pelo contrário, são a principal atracção da Cisterna e, não são poucas as pessoas que deitam uma moeda na água para pedir um desejo. Não fugi à regra!

P.S

Notas de uma viagem a Istambul, Maio 2014

Cisterna Bizantina de Yerebatan , Yerebatan Cad, Sultanahmet

Agradeço o apoio de Turismo da TurquiaGrantur e Turkish Airlines

Para mas informações de viagens para a Turquia contacte a Grantur

 

Posted in Istambul, Lugares imperdíveis em Istambul | Tagged , , | 9 Comments

Lugares imperdíveis em Istambul… Mesquita Azul

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

Um bom local para iniciar a sua visita a Istambul é Sultanahmet Camii, mais conhecida por Mesquita Azul, devido à cor predominante da sua decoração interior, uma verdadeira obra de arte, com um misterioso jogo de luz e sombras criado pelas suas 260 janelas.

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

Jóia da arquitectura otomana do século XVII, mandada construir pelo sultão Ahmed I, que encomendou o projecto ao arquitecto Mehmet Aga, discípulo do famoso Sinan.

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

Era daqui que partia todos os anos a caravana sagrada dos peregrinos em direcção a Meca. Por essa razão,tem seis minaretes, previlégio até à data reservado sómente à grande mesquita de Meca. A sua decoração interior é delicada, com os seus 21 403 azulejos com predominância pela cor azul vindos da região de Iznik.

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

A entrada para os turistas faz-se pela porta sul, para depois sairem pela porta norte. A porta principal está reservada somente aos crentes muçulmanos.

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

Para entrar na Mesquita é necessário tirar os sapatos. As mulheres têm que ter atenção na indumentária. Shortes, mini-saias, calções ou ombros à mostra não são permitidos. É fornecido à entrada um lenço para cobrir estas partes do corpo que desrespeitam a religião muçulmana.

P.S

Sultanahmet, Istambul

Agradeço o apoio de Turismo da TurquiaGrantur e Turkish Airlines

Para mas informações de viagens para a Turquia contacte a Grantur

 

Posted in Istambul, Lugares imperdíveis em Istambul | Tagged , , , | 14 Comments

My turkish delight…

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

Em tempos chamou-se Bizâncio, depois foi Constantinopla, e é, hoje, a mais sedutora das cidades turcas e mesmo do mundo. Basta pronunciar-se o seu nome — Istambul— para deixar no ar um ambiente de irresistível sedução, mistério,  e magia.

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

Longe vão os tempos em que Agatha Christie escolheu o quarto 411 do hotel Peras Palace para, aí, escrever “ O crime no Expresso do Oriente”.

Actualmente, esta cidade construída em dois continentes — Europa e Ásia —,oferece uma irresistível mistura entre a beleza e o caos, o antigo e o moderno, o Oriente e o Ocidente.

Antiga capital de três grandes impérios, encruzilhada das caravanas que transportavam especiarias e sedas do Oriente para os mercados ocidentais, Istambul foi, desde a idade do bronze, a terra elegida por civilizações brilhantes. Foi um território profundamente desejado pelos hititas, gregos romanos. Dona indiscutível do Próximo Oriente, a cidade foi, durante séculos, objecto de todas as cobiças.

Três nomes para a mesma cidade enigmática, mágica, repleta de histórias e de História. Istambul “a Sublime”, coberta por um véu de uma névoa arrasadora, é rica em sortilégios. Construída sobre sete colinas como Lisboa e Roma, Istambul está também rodeada de água: com o mar Negro, ao norte, o mar de Mármara, ao sul; o Bósforo, um estreito de 38 Km de largura que serpenteia entre as colinas da Europa e Àsia, que a divide em duas partes, e o “,” que abre um caminho marítimo no tecido urbano.

Em Istambul, o buzinar do trânsito caótico mistura-se no ar com músicas voluptuosas evocadoras da dança do ventre, com os chamamentos dos «muezzins» para a oração, com os vapores dos «hammams», e aromas de mil e umas especiarias.

Tendo estado como que adormecida desde a época em que toda uma elite aristocrata e intelectual até ela chegava no mítico comboio “Expresso do Oriente”, a antiga Constantinopla volta à ribalta no cenário europeu e mesmo mundial, tendo sido eleita o melhor destino do mundo pelo Tripadvisor.

Hoje, designers, gente da moda, artistas e personagens do Jet Set internacional, citam Istambul como meta dos seus loucos fins-de-semana, ou elegem-na como destino de férias elegantes.

Conhecer Istambul  é deambular por um «cocktail» de sensações e momentos inesquecíveis, nesta cidade que bem poderia ser apelidada com o nome de um dos seus doces tradicionais, «turkish delight» (delícia turca).

© photos Maria João Pavão Serra /All rights reserved

 

 

Notas de uma viagem a Istambul, Maio de 2014

P.S  Agradeço  agradece o apoio de Turismo da TurquiaGrantur e Turkish Airlines

Posted in Istambul | Tagged , , , , , , | 9 Comments